terça-feira, 8 de maio de 2012

08.05.2012
Foto: Retrato Oficial do Prefeito
Pe. Cícero Romão Baptista
(Arquivo do Portal de Juazeiro)

O PREFEITO PADRE CÍCERO ROMÃO BAPTISTA
Este 2012 é também ano eleitoral para a escolha de mais um gestor para o município de Juazeiro do Norte. Desde 04.10.1911, quando Pe. Cícero Romão Baptista assumiu o seu primeiro mandato, sendo o primeiro gestor do novo município, muitos nomes se sucederam dentre intendentes e interventores nomeados, prefeitos nomeados ou eleitos e eventuais substitutos dentre juízes, vices-prefeitos, vereadores ou secretários de administrações. Estamos debruçados para rever pessoas, datas e circunstâncias que marcaram as presenças de um número que ainda não é possível firmar. De repente encontramos um fato novo e isto altera, pelo menos, a relação que vem sendo construída há tempos. A frágil democracia, de logo período terminou por inserir na vida juazeirense diversos episódios lamentáveis, tanto em clima de paz, quanto na exceção do antes e do depois da famigerada Sedição de Juazeiro. Mas, também, para não ser vesgo, nos períodos das ditaduras, civil e militar. Vamos no ocupar apenas nesta nota, com o gestor Pe. Cícero Romão Baptista. É sabido que ele ocupou o cargo de Intendente/Prefeito em três períodos: a grosso modo, de 1911 a 1912, de 1914 a 1926, e de 1926 a 1929 (Veja tabela abaixo, para melhores detalhes). Nestes três períodos a ocupação do cargo, efetivamente, durou exatos 15 anos, 1 mês e 29 dias. O primeiro mandato, por nomeação, aconteceu durante a presidência no Estado do Ceará do comendador Antonio Pinto Nogueira Acioli. Destituído por Franco Rabelo, Pe. Cícero volta ao mando municipal, também por nomeação, após a Sedição de Juazeiro, em 1914. Sem interrupção este segundo período dura ate 23.03.1926, com um tempo total de mandato de exatos 12 anos. Ocorre que neste período o Estado do Ceará passou pelos comandos dos seguintes presidentes: Fernando Setembrino de Carvalho, Benjamim Liberato Barroso, João Thomé de Saboya e Silva, Justiniano de Serpa, Ildefonso Albano e José Moreira da Rocha. Como Pe. Cícero, neste período ocupou o cargo de Intendente nomeado, cada um dos presidentes, necessariamente assinou um termo legal, reconduzindo Pe. Cícero à condição de Intendente. Na prática pode ser entendido como um único mandato de 12 anos. Mas, legalmente, foram seis mandatos devidamente legitimados por atos formais. O terceiro período é marcado por uma eleição por voto direto e Pe. Cícero o cumpre na vigência de três períodos administrativos de três presidentes do Estado do Ceará: José Moreira da Rocha, Eduardo Henrique Girão e José Carlos de Matos Peixoto. Contudo, como ele havia sido eleito pelo voto, e não cumpriu integralmente o mandato, este é referido como apenas um período que durou dois anos, nove meses e vinte e dois dias. Somando todos os períodos em que esteve à frente dos destinos de Juazeiro, Pe. Cícero foi seu gestor por 15 anos, 1 mês e 29 dias. E a rigor, isto se desenvolveu ao longo de 8 mandatos. 


          


Um comentário:

  1. José Leite de Souza - Ilhéus - Bahia15 de maio de 2012 17:11

    Professor Renato Casimiro, parabéns pela postagem "O PREFEITO PADRE CÍCERO ROMÃO BAPTISTA" tão bem esclarecida. Todo juazeirense que acompanha a história política de Juazeiro agora poderá saber quantos mandatos o Padre Cícero governou.

    ResponderExcluir